quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Roger Waters confirma turnê no Brasil em 2018


Roger Waters fará 7 shows no Brasil em outubro de 2018. O ex-integrante do Pink Floyd tocará em São Paulo, no Allianz Parque, no dia 9; em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, no dia 13; em Salvador, na Arena Fonte Nova, no dia 17; em Belo Horizonte, no Mineirão, no dia 21; no Rio de Janeiro, no Maracanã, no dia 24; em Curitiba, no Couto Pereira, no dia 27, e em Porto Alegre, no Beira Rio, no dia 30. Todas as apresentações fazem parte da turnê Us+Them. Ainda não há informações sobre o preço dos ingressos e nem quando começam as vendas.
O repertório dos shows inclui músicas de álbuns clássicos do Pink Floyd, como The Dark Side of the Moon, The Wall, Animals e Wish You Were Here, além de canções de seu disco mais recente, Is This the Life we Really Want?, lançado em junho.
RETORNO – Após seis anos em que esteve no país com a aclamada turnê "The wall live" para o Brasil, o cantor, compositor e baixista Roger Waters , retorna prometendo uma das maiores excursão já feita em várias capitais.
Nos shows, ele apresenta grandes sucessos de "The dark side of the moon", "The wall", "Animals" e "Wish you were here", álbuns lendários do Pink Floyd. A venda dos ingressos inicia na próxima semana.

FONTE - Istoé/Jornal o Globo

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

VI Fórum de Integração começa nesta terça-feira, 28, no Amajari



Com o tema “Empreendedorismo e desenvolvimento regional sustentável”, a sexta edição do Fórum de Integração: Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação Tecnológica (Forint) do Instituto Federal de Roraima (IFRR) começa nesta terça-feira, dia 28, às 8 horas, no Campus Amajari, distante 156 km da Capital, e termina no dia 29 de novembro.
Na programação do maior evento técnico-científico do IFRR constam oficinas/minicursos, palestras, mesas-redondas, salas temáticas, oficinas, apresentação de trabalhos em formato de pôster, exposições tecnológicas e apresentações culturais.
O objetivo do Fórum de Integração é promover espaço de conhecimentos e saberes que possibilite a discussão sobre o sentido da educação profissional, científica e tecnológica oferecida nos diferentes níveis e modalidades, e sobre o processo de construção da identidade do IFRR.
A primeira atividade será a apresentação/avaliação dos banners e da mostra tecnológica, que vai até às 11 horas. São 159 trabalhos a serem apresentados em formato de pôsteres, sendo que mais de 100 deles são resultados dos programas institucionais da instituição, o Pibict, o Inova e o Pbaex. Das 11h30 às 13h30, haverá apresentação cultural.
Na parte da tarde, das 13h30 às 17h30, vão ocorrer as oficinas e os minicursos para mais de 220 inscritos. A abertura será às 17h45 com a apresentação da Banda Sinfônica do Campus Boa Vista e do coral indígena da Vila Três Corações, que cantará o Hino de Roraima na língua macuxi.
O ex-reitor do IFRR Ademar de Araújo Filho fará a palestra de abertura sobre o tema o evento. O primeiro dia do fórum se encerra com atividades culturais, com a apresentação de Eliakin Rufino, da banda Camsom (formada por servidores do CAM) e da banda de música Cruviana/UFRR.
O segundo dia se inicia com a mesa-redonda Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional: Experiências Exitosas, das 8h às 10h. A palestra de encerramento sobre “A relação das ações afirmativas e o desenvolvimento regional”, com André Luiz de Figueiredo Lázaro, da Uerj, encerra a programação da manhã. À tarde, os participantes terão atividades de campo encerrando a programação do VI Forint.
A reitora do IFRR, Sandra Mara Dias Botelho, reforçou o convite para que a comunidade prestigie o Forint, que é um espaço de socialização de saberes de culturas regionais, dentro de uma temática ampla do evento esse ano, que vai discutir empreendedorismo e desenvolvimento regional sustentável.
“É um espaço para socializarmos nossas práticas, aquilo que os nossos alunos e a comunidade acadêmica vêm desenvolvendo em cima do quadripé ensino, pesquisa, extensão e inovação tecnológica”, disse, lembrando que quem quiser participar ainda pode fazer a inscrição pelo site ou diretamente no Campus Amajari.
Nestes últimos dias que antecedem o evento, a movimentação está sendo mais intensa nos espaços da escola. Nesta segunda-feira, dia 27, por exemplo, os alunos estão testando o credenciamento para que dê tudo certo. De acordo com o diretor-geral do Campus Amajari, George Sterfson Barros, o Forint tem o envolvimento de todos os campi e da Reitoria, mas para quem está sediando é mais especial. “Nossos servidores, alunos e terceirizados do Campus Amajari vestiram a camisa e tudo isso para fazer o melhor para quem vem nos visitar. Todos estão de parabéns”, comentou.


Aumento de alunos venezuelanos nas escolas municipais chega a 1.064%



Há dois anos, a capital Boa Vista vive momento atípico com a migração desenfreada de refugiados venezuelanos. A situação mudou a rotina da cidade e tem feito com que o poder público municipal busque soluções práticas e emergenciais para minimizar os efeitos negativos na cidade. Uma das fortes atuações da Prefeitura de Boa Vista nesta situação tem sido na área da Educação.
Hoje, o município atende 646 estudantes estrangeiros na rede municipal de ensino, sendo que 564 são de origem venezuelana. Para se ter uma ideia, em 2015, o município atendia apenas 53 alunos venezuelanos. O português se misturou ao espanhol nas escolas e em sala de aula. Aprender as duas línguas tem sido o desafio para crianças brasileiras e funcionários das unidades.
Pensando nisso, a Escola Municipal Carmem Eugênia Macaggi, no bairro Asa Branca, desenvolveu projeto que capacitou servidores no domínio básico da língua espanhola, que também se estendeu aos servidores da Escola Menino Jesus. A voluntária foi a secretária da própria unidade, Tatiana Moura, formada no Curso de Letras (Espanhol) com especialização em literatura hispânica.
Para ela, o projeto busca promover esta integração, melhorar o atendimento a este público e se adequar a realidade. “O projeto surgiu pela quantidade de venezuelanos que, desde 2015, procuram por vagas nas unidades. Então vimos que precisávamos estar mais preparados para atendê-los. O gestor da escola, sabendo que eu tinha essa formação, transformou a ideia em projeto e nós apenas executamos”, disse Tatiana.
Atualmente, as unidades de ensino têm suporte dos técnicos da Coordenação de Ensino Fundamental, habilitados em espanhol, que fazem o trabalho de articular junto ao professor de sala de aula essa ambientação dos alunos venezuelanos à realidade. Algumas escolas, como a Jânio Quadros e Menino Jesus, ainda fazem o trabalho de legenda espanhola em murais da escola, recepção, porta de salas, banheiros, e na cantina.
Iniciativa esta que o casal venezuelano, Josygre Franceschi e Alfredo Luis, vem admirando desde que chegou a Boa Vista há um ano. A família matriculou a filha Isis Paulina, de 11 anos, na escola Municipal Menino Jesus, que segundo eles, vem se adaptando bem com essa facilitação na comunicação entre brasileiros e venezuelanos articulada pela escola.
Há dois anos em Boa Vista, a venezuelana Yris Rodrigues, 35, também está com dois filhos matriculados na Menino Jesus. Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas dia a dia, ela tem a alegria de ver o cuidado da escola em promover uma adaptação saudável de Darwin e Letícia Sanchez no ambiente de ensino.
“Estou numa situação difícil em Boa Vista, mas eu não desanimo, porque vejo que meus filhos estão mais felizes aqui do que em Caracas, de onde viemos. Eles mesmos falam que preferem estudar aqui”, disse a mãe com voz embargada de emoção, ao relembrar das dificuldades que passa sozinha para sustentar seus sete filhos.
Além de todo o esforço das unidades em promover essa inclusão no ambiente escolar, a Secretaria Municipal também busca meios de melhorar a integração dos venezuelanos e demais estrangeiros que entram na rede de ensino. O secretário adjunto de Educação, Hefrayn Lopes, explicou ainda a possibilidade da inserção da língua espanhola no ensino municipal.

APROVADOS - Cathedral divulga lista de primeira chamada do Vestibular 2018.1



A Faculdade Cathedral divulgou nesta segunda-feira, 27, a lista com a primeira chamada dos aprovados no Vestibular 2018.1. A prova do vestibular foi aplicada no último sábado. A lista com os aprovados pode ser conferida no site da instituição no endereço eletrônico http://www.cathedral.edu.br/boavista/

Com encerramento no dia 2 de dezembro, as matrículas devem ser feitas na Secretaria Acadêmica da Faculdade Cathedral no horário das 9h às 20h de segunda a sexta-feira e no sábado das 9h às 12h. O seletivo terá validade somente para matrícula no semestre letivo de 2018/1. 


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Grande Loja realiza campanha de doação de sangue hoje no Hemocentro



As lojas jurisdicionadas a Grande Loja maçônica do Estado de Roraima (Glomerr), realizam hoje 24, uma campanha de doação de sangue para suprir a demanda do Hemocentro de Roraima, e ocorre durante todo o dia.
O objetivo é fazer com que mais roraimenses tenham a doação de sangue como um hábito, não apenas em datas específicas ou quando conhecem alguém que necessita de transfusão.
 A campanha realizada pela segunda vez, segundo o Sereníssimo Grão Mestre da Glomerr Sérgio Santiago, tem a finalidade de ajudar o hemocentro de Roraima na reposição do banco de sangue, e estimular esta pratica entre os maçons para que possam sempre contribuir na manutenção do estoque de sangue na unidade.
“Na primeira edição realizada este ano, tivemos uma participação expressiva dos maçons e seus familiares. Esta campanha já faz parte do calendário de eventos da Grande Loja e sempre que possível estaremos sempre dispostos a ajudar”, disse.
O coordenador da campanha Jean Galvão destacou que em razão de várias solicitações de doações que são compartilhadas pela população, e em virtude do baixo estoque de sangue no hemocentro, a campanha teve sua segunda edição, já prevendo um abastecimento para o final do ano.
“Seguidamente como tivemos uma série de feriados prolongados, o banco de sangue teve um desabastecimento considerável, e já prevendo que muitas pessoas passam o final do ano viajando, decidimos idealizar a campanha nesta segunda quinzena de novembro”, destacou.
A campanha é aberta a toda a sociedade. Para doar sangue é necessário ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 quilos, estar saudável, alimentado e apresentar um documento de identidade com foto.
Homens podem doar sangue até quatro vezes ao ano, com intervalos mínimos de 60 dias, e mulheres podem doar três vezes ao ano, com intervalos de 90 dias.

Serviço
Doação de Sangue
Campanha “Maçom Sangue Bom” Grande Loja Maçônica de Roraima
Data: 24 de novembro
Hora: 08h às 12h e das 14h às 18h
Local: Hemocentro Roraima

Remídio defende fim da cobrança por bagagem despachada

Nesta quarta-feira (22) foi realizada audiência pública na Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados para debater a cobrança de tarifa por bagagem despachada pelas companhias aéreas. A audiência atende a requerimento de diversos parlamentares e tratou também sobre a implementação da resolução da ANAC nº 400/2016, sobre as Condições Gerais de Transporte Aéreo.
Participaram da audiência o diretor substituto de Serviços Aéreos Domésticos da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), Ricardo Rocha, o  superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos (SAS), representando a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Ricardo Catanant, a representante da Comissão Especial de Defesa do Consumidor do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Luciana Atheniense, a procuradora regional da República do Ministério Público Federal (MPF), Maria Emília Moraes, além dos deputados federais e dos representantes das quatro maiores companhias aéreas brasileiras.
O Diretor substituto da SAC, Ricardo Rocha, defendeu o processo de desregulação do setor para o fomento da livre concorrência. “O Brasil apenas aderiu ao modelo internacional de liberdade tarifária. Estamos caminhando nesse processo de desregulação, flexibilização das tarifas e que nos aponta para um novo ambiente, com a mudança no comportamento dos consumidores, entradas de novas empresas e o crescimento da quantidade de passageiros pelo modal aéreo”, salientou.
O deputado Remídio (PR-RR) rebateu as argumentações e ressaltou que as pretensões dos consumidores não foram contempladas. “O programa já está em vigor desde março e até agora esperamos pacientemente uma redução tarifária. A cobrança de bagagem não resultou em benefícios para o consumidor. Compreendo a crise atual, os custos das companhias e acredito que com aprovação do PRS 55 de 2015, que dispõe sobre a redução da alíquota do ICMS sobre o querosene irá fomentar o mercado e promover os incentivos necessários para aviação comercial. O que esperamos de fato é respeito e transparência das companhias aéreas.

Remídio Monai afirmou ainda que a resolução precisa ser revogada. “O modelo Europeu não funciona em um país com dimensões continentais como o Brasil. Não possuímos uma infraestrutura de transporte eficiente e adequada, o que representa uma realidade bem distante do europeu. Os estados da Região Norte, por exemplo, continuam prejudicados com a falta de regulação da ANAC. Precisamos de uma solução urgente e da adoção de modelo que incentive e subsidie pequenas empresas regionais”, disse o parlamentar.

sábado, 11 de novembro de 2017

Naldo protocola projeto de isenção do IPVA aos portadores de doenças graves



O deputado Naldo da Loteria (PSB) apresentou o projeto de lei 138/17, que dispõe sobre a isenção do pagamento do imposto sobre propriedade de veículos automotores (IPVA) para pessoas portadoras de doenças graves no âmbito do Estado de Roraima.
Pela proposta ficam isentas as pessoas portadoras de câncer, diabetes, hipertensão, pessoas afetadas por acidente vascular cerebral (AVC) e portadores de doença mental irreversível, com base na lei federal 8.989/95 que regulamenta a isenção para portadores de mais de 30 doenças graves.
Para ter acesso a isenção, caso a proposta de lei seja aprovada, as pessoas beneficiadas devem apresentar um requerimento junto à secretaria estadual de fazenda (Sefaz) e anexar junto ao pedido um laudo pericial atestando que é portador de alguma dessas doenças previstas no referido projeto de lei.
Ao justificar o projeto Naldo destacou que as pessoas portadoras de doenças graves comprometem mais de 50% de seu orçamento familiar na compra de medicamentos com preços elevados, além da compra de alimentos para complementar o tratamento de saúde prescrito pelo especialista.
“Tenho conversado com inúmeras pessoas que tem reclamado sobre a dificuldade em honrar o pagamento do IPVA e outros tributos, em razão do elevado preço dos  medicamentos e outros itens para manterem uma qualidade de vida,  por conta de algum problema grave de saúde. Ao apresentar este projeto tenho a plena certeza que esta isenção vai desafogar sua renda, e centena de famílias em Roraima terão condições de adquirir seus medicamentos e honrar outros compromissos”, disse.
O projeto esta tramitando nas comissões permanentes, e após receber parecer favorável, será colocado em votação em plenário.
RORAIMA SEM DROGAS – Esta semana os deputados aprovaram por unanimidade o projeto de resolução legislativa de autoria do deputado Naldo da Loteria,  que institui o programa Roraima Sem Drogas. A finalidade é promover palestras sobre o assunto nas escolas da rede estadual de ensino de Boa Vista e do interior do estado, buscando conscientizar os jovens sobre os malefícios do uso de drogas ilícitas.
O objetivo dessa proposta, de acordo com o parlamentar é fazer chegar o máximo de informações à respeito dos males causados pelo uso das drogas entre o publico jovem. As ações de conscientização serão executadas pela Escola do Legislativo (Escolegis) e pelo Gabinete Militar da Assembleia Legislativa.